Ok
Notícias

Quer ganhar 1 curso de teologia grátis?
Então me chame no Whatsapp

Bancada Evangélica diz que decisão do STF sobre homofobia coloca em perigo garantias constitucionais

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de equiparar a homofobia como crime de racismo “coloca em perigo garantias constitucionais”, segundo nota da Frente Parlamentar Evangélica. Os parlamentares também criticaram o “ativismo judicial” da corte que consideram como “ofensa ao Princípio da Separação dos Poderes”.

Os ministros do STF formaram maioria no julgamento da Ação de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) de número 26, proposta pelo Partido Popular Socialista (PPS), que pede a caracterização da homofobia como crime de racismo.

Na ação o PPS pedia que “todas as formas de homofobia e transfobia devem ser punidas com o mesmo rigor aplicado atualmente pela Lei de Racismo, sob pena de hierarquização de opressões decorrente da punição mais severa de determinada opressão relativamente a outra”.

Para a Bancada Evangélica, o STF está favorecendo “grupos sociais em detrimento de outros, ampliando ou criando tipos penais sem que haja participação do Poder Legislativo”. A nota enviada para o Gospel Prime afirma que a decisão abala direitos como “a liberdade de expressão, liberdade religiosa,  liberdade profissional e liberdade artística”.

 

Está gostando desse conteúdo?

Cadastre seu email no campo abaixo para ser o primeiro a receber novas atualizações do site.

Fique atualizado! Cadastre para receber livros, CDs e revistas promocionais.

Leia a nota na íntegra:

NOTA DA FRENTE PARLAMENTAR EVANGÉLICA.

A continuidade do julgamento pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) da Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão 26 e do Mandado de Injunção 4733, ocorrido no dia de hoje (23/05), demonstra verdadeiro ativismo judicial configurando uma direta ofensa ao Princípio da Separação dos Poderes. Sob suposta omissão legislativa do Congresso Nacional, que por não editar lei que criminalize atos de homofobia e de transfobia, possibilitou que atos  considerados homofóbicos encontrassem enquadramento na lei do racismo.

O Congresso Nacional, em diálogo com Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Dias Tofolli, busca meios de proteção contra atos de violência física contra cidadãos em razão da sua orientação sexual, através de tipos penais específicos, a fim de resguardar essa parcela da população.

A Frente Parlamentar Evangélica entende que criação ou não do crime de homofobia cabe ao Congresso Nacional, em razão da sua função tipicamente legiferante, não podendo o STF favorecer determinados grupos sociais em detrimento de outros, ampliando ou criando tipos penais sem que haja participação do Poder Legislativo, sob o pretexto de suposta omissão.

Portanto, a Frente Parlamentar Evangélica, posiciona-se contrária, pois entende que julgamento supra mencionado traz verdadeira insegurança jurídica, colocando em perigo e mitigando outras garantias constitucionais, como a liberdade de expressão, liberdade religiosa,  liberdade profissional e liberdade artística.

Confiamos que só o diálogo e votação no parlamento trará pacificação e segurança a essa matéria.

Fonte: https://www.gospelprime.com.br/bancada-evangelica-critica-stf-homofobia/


Qual sua opinião sobre esta noticia?
Deixe seu Comentário abaixo:
(*)Campos obrigatórios, e-mail e telefone não serão publicados)
Notícias de Líderes
Pastora Sarah Sheeva
Pastor Josué Gonçalves
Pastor Reuel Pereira Feitosa
Pastor José Wellington Bezerra da Costa
Pastor Aluizio Silva
Pastor Elson de Assis
Pastor Adão Santos
Pastor Samuel Mariano
Pastora Helena Tannure
Pastor Geziel Gomes
Apóstolo Estevam Hernandes
Pastor Abílio Santana
Pastor Paulo Marcelo
Pastora Joyce Meyer
Pastor Samuel Camara
Missionário RR Soares
Pastor Jorge Linhares
Pastor Benny Hinn
Pastor Reuel Bernardino
Pastor Lucinho
Pastor Yossef Akiva
Apóstolo Agenor Duque
Bispa Ingrid Duque
Apóstolo César Augusto
Pastor Marco Feliciano
Apóstolo Valdemiro Santiago
Pastor Márcio Valadão
Missionário David Miranda
Pastor Gilvan Rodrigues
Apóstolo Renê Terra Nova
Pastor Adeildo Costa
Pastor Samuel Ferreira
Pastor Hidekazu Takayama
Pastor Claudio Duarte
Pastor Silas Malafaia
Pastor Billy Graham
Bispa Cléo Ribeiro Rossafa
Bispo Rodovalho
Bispa Lucia Rodovalho
Pastor Gilmar Santos
Pastor Carvalho Junior
Pastor Cesino Bernardino
Bispa Sonia Hernandes
Pastor Julio Ribeiro
Pastora Bianca Toledo
Pastor Oseias Gomes

O Seminário Gospel oferece cursos livres de confissão religiosa cristã que são totalmente à distância, você estuda em casa, são livres de heresias e doutrinas antibiblicas, sem vinculo com o MEC, são monitorados por Igrejas, Pastores e Teólogos de Grandes Ministérios totalmente baseado na Santa Palavra de Deus, ao final você recebe DOCUMENTAÇÃO INTERNACIONAL valida no âmbito religioso.

Notícias de Cantores