O prazo de apresentação de recursos para os estudantes que tiveram o pedido de isenção da taxa de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 negado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC) responsável pela aplicação do teste, termina nessa sexta-feira (29). 

Na mesma data também acaba o prazo para a apresentação de recursos dos candidatos que não tiveram as justificativas de ausência nas provas do Enem 2021 aceitas pelo instituto.
Os resultados dos pedidos de isenção e a lista de candidatos que não fizeram a prova, apesar de terem conseguido a isenção para o Enem 2021, foram publicados pelo Inep no dia 22/4, na Página do Participante.

É também por meio dessa página que a formalização do recurso deve ser feita. Clique aqui para acessar a página. Os resultados das análises dos recursos serão divulgados no dia 6 de maio.
A aprovação dos pedidos de isenção da taxa de inscrição no Enem 2022 e das justificativas de ausência no exame de 2021 não garante a inscrição, alerta o Inep. “Os interessados em realizar o Enem 2022, isentos ou não, deverão fazer a inscrição na Página do Participante, tendo como referência edital específico, ainda a ser publicado pelo Inep”, informa o órgão.

Documentos exigidos
No caso do participante que teve a solicitação de isenção da taxa de inscrição para o Enem 2022 reprovada pelo Inep, é necessário enviar a documentação que comprove a situação de solicitação, conforme listado no anexo II do edital.

Em relação à justificativa da ausência, o participante precisa observar a opção escolhida como motivo da falta, conforme anexo I do edital, e anexar a documentação correspondente.
O Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Com informações da Agência Brasil.